Quaresma e Semana Santa

 

Para a celebração da Quaresma e Semana Santa, o ensemble CUORE ARMONICO propõe três programas de concerto, com efetivos instrumentais e vocais diferentes, que integram obras de compositores de referência do barroco europeu.

Programa 1 | “Stabat Mater Dolorosa”

Pese embora excluída da liturgia pelo Concílio de Trento e apenas readmitida no ano de 1727, pelo Papa Bento XIII, a sequência Stabat Mater Dolorosa gozou de uma ininterrupta tradição musical. Mesmo durante este período de interdição, a estrutura estrófica do seu texto literário, carregado de um pungente dramatismo – com a descrição das últimas horas de Jesus Cristo pela perspectiva de Maria, que assiste, impotente, a todo o suplício do filho –, constituiu um apelo incontornável a gerações de compositores, ao longo da história da música.

 

Neste programa, apresenta-se como obra central o “Stabat Mater”, de Alessandro Scarlatti (1660-1725). A obra foi composta em 1724, por encomenda da Ordem dos “Cavalieri della Virgine dei Dolori”, da Igreja de San Luigi de Nápoles, que homenageava anualmente a Virgem Maria durante o Tempo da Quaresma com um “Stabat Mater”. A título de exemplo, o também famoso “Stabat Mater” de Giovanni Battista Pergolesi, foi encomendado pela mesma Ordem, dez anos mais tarde.

 

Ensemble: 

Soprano, alto, 2 violinos, viola, flauta de bisel, oboé d’amore, violoncelo, tiorba, contrabaixo e órgão positivo.

Programa 2 | “Miserere Mei, Deus”

Neste programa, o ensemble CUORE ARMONICO propõe uma viagem musical por entre obras do barroco europeu, desde o início do século XVII até meados do séc. XVIII, que descrevem diferentes quadros da Paixão de Cristo. O programa, que integra obras vocais e instrumentais, inicia com repertório de compositores italianos que tiveram uma significativa influência na transição do renascimento para o barroco musical, com o denominado stile nuovo. Apresentam-se ainda obras de compositores proeminentes do barroco alemão, com destaque para um excerto da Paixão Segundo S. Mateus, de Johann Sebastian Bach, terminando o programa com um Cantata para o Tempo da Paixão, de Georg Philipp Telemann.

 

Ensemble:

Soprano, oboé, 2 violinos, viola, violoncelo, tiorba e cravo.

Programa 3 | “Mater Dolorosa”

Neste programa propõe-se obras vocais e instrumentais tendo como base o ambiente musical da Itália dos finais do séc. XVI e início do século XVII, contexto que assiste à transição do renascimento para o barroco europeu, onde pontuam compositores como Girolamo Frescobaldi, Tarquinio Merula, Giovanni Felice Sances, ou Claudio Monteverdi, consensualmente considerado como o mais genial e proeminente compositor da sua época, e um dos responsável pelo chamado stile nuovo, que iniciou uma nova era na escrita musical. As obras vocais incidem sobre a dramática descrição das dores de Maria que, junto ao Filho, Jesus Cristo, o acompanha nas suas últimas horas, de agonia, mas também de um enorme amor pelo seu povo.

Ensemble:

Soprano, violoncelo, alaúde, tiorba, cravo e órgão positivo.